BLOG

This is some blog description about this site

Alimentação infantil e a família

Se está a pensar levar a sua criança a uma consulta de Nutrição, pense duas vezes.

Ao longo da minha carreira profissional já trabalhei com crianças e famílias em contexto clínico, comunitário e escolar, e fui verificando que o que a evidência científica nos diz é VERDADE: a alimentação infantil depende da família/cuidadores, não da criança (de forma isolada).

 

Embora isto seja evidente, ainda se pratica muito o "vou levar o meu filho ao nutricionista para lhe passar uma dieta". E a verdade é que a criança sairá ca consulta com uma "dieta". Mas será que isto irá alterar a situação?

Vamos pensar: alguma coisa se passará na vida de uma criança qie começa a galopar de percentil de crescimento (IMC/idade) da direção Norte, passando a linha dos 85th, 97th, eventualmente saíndo da escala.

Não quer dizer obrigatoriamente que seja algo alimentar, mas é muito provável que seja.

Como uma nutricionista que trabalha com crianças (e famílias) há uns anitos, deixo aqui umas dicas para os pais que estão a pensar levar o seu filho ou filha a uma consulta de Nutrição.

Até por volta da adolescência, a criança vai comer o que lhe for disponibilizado e o que assume como sendo a normalidade. Isto é, a criança vai comer o que lhe for de fácil acesso e o que vir os que a rodeiam comer.

Se a sua criança necessita alterar hábitos alimentares, seja por alergia/intolerância alimentar, excesso de peso ou qualquer outra razão, lembre-se do que escrevi anteriormente: a alimentação infantil depende da família/cuidadores, não da criança (de forma isolada).

 

Será que isto significa que levar a sua criança a uma nutricionista para uma "dieta" irá trazer bons resultados a longo prazo?

Aconselhamento alimentar na infância deverá consistir numa intervenção com a criança e suas pessoas próximas - é imperativo que o adulto responsável pela alimentação (compra e confeção) esteja presente!

Colocar uma criança a fazer "dieta" sem conscencializar os outros familiares e sem gerar uma mudança de comportamentos no seio da família não trará resultados.

 

Aos pais/cuidadores:

  • Vocês são o modelo de comportamentos com maior influência na vida da vossa criança.
  • levem a vossa criança ao nutricionista apenas quando VOCÊS se encontrem preparados para fazer mudanças no vosso estilo de vida.
  • Procurem alguém que vos veja como um todo, que vos motive a alterar comportamentos que afetem o vosso todo. Não aceitem conselhos de alguém que apenas vos dá um papel com uma "dieta".

 

Como sempre, a Fit2Eat está aqui para ajudar, caso seja necessário :)

Artigos Relacionados

Contacte-nos

Contacte a Fit2Eat e aprenda a melhorar a sua qualidade de vida

JSN Medis template designed by JoomlaShine.com